Selecione sua Região
Buscar Notícias
sabado, 31 de outubro de 2020
22:22:22
Notícias
LIRAa aponta números preocupantes neste início de 2021 em Marechal Rondon

Postado em: 11/01/2021

Secretaria de Saúde discute estratégias para evitar uma nova pandemia.

A Secretaria de Saúde de Marechal Rondon, além de dar atenção a todos os setores a que lhe compete, está atuando de forma ativa em duas frentes que causam grande preocupação perante a saúde pública. Uma delas é a pandemia do novo coronavírus. Equipes trabalham incansavelmente para evitar que os números se agravem e também para que os infectados sejam assistidos da melhor forma possível. Outra linha de atuação é quanto a dengue. No ano passado, em 20 de fevereiro, o município decretou epidemia pois já registrava mais de 160 casos. No ano epidemiológico 2019/2020 (agosto de 2019 até julho de 2020) foram confirmados 1981 casos de dengue, inclusive, seis óbitos. No ano epidemiológico vigente, que iniciou em agosto de 2020 e segue até julho de 2021, foi registrado um caso de dengue no município, porém, a preocupação para que os casos não aumentem é bastante grande.

Levantamento

A Secretaria de Saúde discute estratégias para evitar uma nova pandemia. Na semana passada, de segunda-feira (04), até sexta-feira (08), agentes de endemias atuaram no Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa). Neste período foram visitados 1.761 domicílios, dos 25.966 existentes na sede do município. Os dados foram tabulados e apresentados pela Supervisora dos Agentes de Endemias, Rosemeri Rodrigues da Rosa, para a Secretária de Saúde Marciane Specht. A média do LIRAa foi de 3,9%, na sede do município. O índice considerado aceitável pelo Ministério da Saúde é de 1%. No mês de outubro, este mesmo índice era de 0,3%. Os dados, mais uma vez, preocupam as autoridades municipais.

O LIRAa

Vale lembrar que o LIRAa é uma atividade que foi desenvolvida pelo Ministério da Saúde em 2002. Ela permite a identificação de áreas com maior proporção/ocorrência de focos, bem como dos criadouros predominantes, indicando o risco de transmissão de dengue, febre de chikungunya e zika vírus. A atividade é realizada por meio da visita a um determinado número de imóveis do município, onde ocorre a coleta de larvas para definir o Índice de Infestação Predial (IIP).

Por região

O local de maior incidência de focos foi definido pela Secretaria de Saúde como “Estrato 3”, que compreende as regiões dos bairros Ana Paula, São Lucas e Das Torres. O índice nesta região é de 4,9%. A outra região com índice bastante alto é o “Estrato 2”, que compreende parte do centro e Vila Gaúcha, onde o índice é de 4,5%. Nas demais regiões, o índice apresentado é de: “Estrato 4” – Parque Ecológico, São Francisco, Líder e Floresta – 4,4%; “Estrato 7” – região do Botânico e Britânia – 3,8%; “Estrato 1” – região central – 3,5%; “Estrato 5” – Primavera, Higienópolis, Augusto e Barcelona – 3%; “Estrato 6” – Botafogo, Alvorada, Rainha e Espigão – também 3%.

Arrastão

Mediante os dados apresentados a Secretaria de Saúde rondonense programou uma série de ações visando eliminar os focos do mosquito da dengue. Primeiramente é solicitado para que a população faça a sua parte, eliminando locais que possam virar criadouros do mosquito. É importante que os quintais sejam vistoriados periodicamente.

Outra ação será o início dos arrastões. No sábado, dia 16, está programado atividades na região com maior incidência de focos, que é a região do Bairro Ana Paula. Na oportunidade equipes das Secretarias de Saúde, Agricultura e Política Ambiental e de Viação e Serviços Públicos estarão realizando um arrastão naquela região. Os munícipes são orientados a depositar materiais inservíveis e reciclados em frente às residências, para que as equipes façam a recolha, conforme explica a Secretária Marciane. “Mais uma vez estamos em alerta e o apoio da população é muito importante. Pedimos que os moradores do Ana Paula depositem os materiais inservíveis em frente às residências, para que façamos a recolha. Mas também pedimos que os moradores de todo o município façam uma verificação em seus quintais, para que os criadouros sejam eliminados. Precisamos da união de todos. Não podemos chegar a uma nova epidemia. Vamos nos precaver”, enfatizou Marciane.

assessoria prefeitura de Marechal Ronfon

Oferecimento: 

 
Mais notícias
Lewandowski quebra recorde de 52 anos da Bundesliga que pertencia ao lendário Gerd Müller
Postado em: 18/01/2021 :: O Bayern de Munique sofreu, mas conseguiu vencer o Freiburg no último domingo pelo Campeonato Alemão.  E quem abriu o caminho para o triunfo por 2 a 1 foi, para variar, Robert Lew...
Brasil reage e empata a segunda no Mundial de handebol
Postado em: 18/01/2021 :: Que jogo! Neste domingo (17), pela segunda rodada do Grupo B do Campeonato Mundial de handebol masculino, o Brasil encarou um jogo duríssimo com a Tunísia, reagiu ap&...
Contribuintes rondonenses que parcelaram débitos já podem retirar os carnês
Postado em: 18/01/2021 :: A Secretaria de Fazenda de Marechal Rondon lembra que já estão disponíveis os carnês para os contribuintes que fizeram parcelamento de débito no decorrer do ano de 20...
Secretária de Saúde rondonense assume a presidência do Cresems
Postado em: 18/01/2021 :: Na semana passada, quinta-feira (14), aconteceu a eleição e posse da nova diretoria do Cresems (Conselho Regional de Secretários Municipais de Saúde do Paraná) da 20...
Com emoção e gol contra no fim, Londrina garante acesso à Série B
Postado em: 18/01/2021 :: No sábado (16) ocorreram dois jogos da fase de grupos final do Grupo B, da Série C do Campeonato Brasileiro: o Remo recebeu o Londrina, no Mangueirão, e o Paysandu visitou o Ypira...